Quando enfrentamos situações desconfortáveis ou desastrosas, muitas vezes tomamos certas atitudes que acabam prejudicando nossos relacionamentos e nos desequilibram, são os hábitos ruins. Um mau comportamento viciante, que só nos traz prejuízos e, mesmo assim, persistimos em repeti-lo. Mas, a boa notícia é que ele pode ser reversível, se tivermos consciência, vontade, atitude e envolvimento.

O primeiro passo

Identificar quais são estas atitudes é o primeiro passo a tomar, para modificarmos nossas ações. Como estamos agindo hoje? É importante analisarmos áreas específicas da vida e pensarmos em cada uma delas, principalmente aquelas que causam insatisfação. Está ruim na saúde, na parte física, financeira, nos relacionamentos ou na área profissional? Em quais delas utilizamos mais energia e que temos a certeza de que nos deixam mal?

Depois dessa percepção, vale criar uma lista dos comportamentos ruins e fazermos uma avaliação desses hábitos antigos, para realizarmos uma transformação. Diante disso, atenção é a palavra correta para o autoconhecimento. Portanto, precisamos ter consciência do que acontece conosco e dos nossos pensamentos. Aceitar o que aparece na mente, nada de classificar as ideias ou tentar impedi-las.

Do que renunciar

Trata-se de uma transformação que envolve atenção, intenção, aceitação, ação e renúncia. Do que teremos que abrir mão para o novo? Esse momento é único e nos permite experimentar raiva, medo e perda, porque tudo aquilo que se sente é precioso. Com essa constatação, se fizermos modificações de comportamento, se vivenciarmos alterações de condutas, obteremos resultados diferentes.

O importante neste processo todo é refletir respeitosamente, com abertura, clareza, respirando para si, trazendo mais oxigênio para essas novas atitudes, fazendo com que o autoconhecimento nos permita mudar aquilo que nos faz mal e nos proporcione um dia a dia melhor e mais produtivo.

 

Processo Hoffman

 

Temas: ,

CEO do Centro Hoffman, é expert em Autoconhecimento e Inteligência Comportamental, considerada uma das maiores especialistas no método Hoffman no Brasil. Palestrante, Coach, Master Practitioner em PNL, Consteladora Sistêmica, autora de "O Mapa da Felicidade" e de "Perdão, A Revolução que Falta", além de coautora de mais sete livros sobre Gestão de Pessoas, Liderança e Coach.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *