“Nosso grande paradoxo está em sermos capazes de gestos de solidariedade e doação a pessoas que nem mesmo conhecemos e, ao mesmo tempo, sermos incapazes de compreender e perdoar um mau dia daqueles que vivem conosco”.

Clique na imagem e leia o artigo na íntegra! 

jornal-jundiai-190515