Diretora do Centro Hoffman ministrou palestra “Pais & Filhos – Mais Fácil do que Parece” em auditório na Avenida Paulista, no dia 30 de maio de 2012

Houve um tempo em que as famílias eram construídas segundo uma hierarquia rígida e autoritária. Pais mandavam, filhos obedeciam, e não se podia questionar essa estrutura tão “natural”. No entanto, muita coisa mudou no que diz respeito a essas relações. Hoje, adultos e crianças mostram-se mais dispostos ao diálogo e ganharam liberdade para mudar paradigmas. Mas, afinal, como os pais podem proceder para assegurar que fazem o melhor pelos seus filhos?

Essa e outras questões serão abordadas por Heloísa Capelas, diretora de desenvolvimento humano do Centro Hoffman, durante a palestra “Pais & Filhos – Mais Fácil do que Parece”, que acontecerá no próximo dia 30 de maio. Na ocasião, quem comparecer ao Auditório Brasil, localizado na Avenida Paulista (em São Paulo), terá a oportunidade de ouvir dicas valiosas sobre os pontos positivos e negativos das novas estruturas familiares.

“A família é um sistema hierárquico que, hoje, funciona bem sem o modelo do autoritarismo, mas deixa de fluir sem o papel da autoridade. A criança reconhece espontaneamente a autoridade dos pais, mas isso se perde a partir do momento em que os responsáveis abrem mão deste papel e delegam a educação para outras pessoas, como professores e babás”, afirma a especialista.

De acordo com Heloísa Capelas, tantas mudanças de paradigma nas relações familiares podem contribuir para aproximar pais e filhos, já que, agora, há informação de sobra para que os vínculos afetivos sejam construídos com mais profundidade. Ao mesmo tempo, essas mesmas mudanças deram margem a problemas antes desconhecidos, como a dificuldade em estabelecer limites. “A primeira coisa que todos os pais e mães devem compreender é que eles são os líderes da casa. E quem lidera dá comando e indica caminhos. A equação funciona com 50% amor e 50% limite, já que limite significa segurança para os filhos”, diz a especialista.